Callisia fragrans: como cultivar e fazer florescer

A Callisia fragrans é uma ótima planta para iniciantes! De flores perfumadas e folhas que a faz parecer uma bromélia (mas não é), é de fácil cultivo e ótima para ter ao ar livre e dentro de casa.


Flores de Callisia fragrans.


Conhecendo a Callisia fragrans

Mais uma das lindas plantas que minha mãe cultiva! Nativa do México e também de algumas partes da América do Sul, é uma herbácea perene, da família das Commelinaceae que dão folhas levemente carnudas verdes, roxas e também verde variegata (Callisia fragrans 'Melnikoff''), que podem chegar a 40 cm de altura e 10 cm de largura. Cresce de forma rasteira e seus caules rastejantes se espalham criando raízes e dando origem às novas plantas. As flores brancas de aproximadamente 6 mm, nascem em hastes que podem atingir até 1,5 m de comprimento. Considerada uma suculenta, é possível cultivar no chão e também em vasos suspensos; esse último ela parece gostar mais.

Plantas "bebês" que nascem nos caules da Callisia fragrans.


Como cultivar


Substrato

Deve ser cultivada em substrato com muita matéria orgânica e boa drenagem.  Duas partes de substrato pronto para jardim para uma de esterco bovino curtido e meia de areia média/grossa de rio lavada,  é o ideal.

Pode ser cultivada no chão, sendo rasteira e as raízes que se formarem ao longo do caule, originará outras plantas que se fixaram também. Já o cultivo em vaso, será uma planta pendente com ramificações e plantas "bebês"; o efeito é muito bonito.





Rega

A planta tolera curtos períodos de seca, mas prefere o substrato levemente úmido. Em uma cidade onde o clima é mais ameno, pode-se regar umas duas vezes por semana. A dica é: coloque meio dedo no solo e veja se já está na hora de regar novamente. Evite encharcar para que às raízes não apodreçam.


Clima

Pode cultivá-la em pleno sol, entretanto, aconselho a colocar em um local à meia sombra, mas que receba raios solares filtrados, como embaixo de alguma árvore que a copa não seja muito densa e fechada. Quando ela fica exposta ao sol às folhas ficam arroxeadas. A planta da foto tem algumas partes roxas, por que recebe raios solares filtrados embaixo de uma mexeriqueira. É possível cultivar dentro de casa desde que, deixa ela em um local onde receba muita luz.

A Callisia fragrans maior é a planta "mãe" e a cor arroxeada é devido a exposição aos raios filtrados que ela recebe.


Adubação

Dê preferência sempre por adubos orgânicos, mas caso não tenha acesso pode usar um com NPK  4-14-8 de floração, sempre respeitando a instrução do fabricante; na dúvida coloque menos. Adube na primavera, verão e começo do outono, nunca no inverno.


Floração

As flores são de um perfume maravilhoso adocicado, mas não enjoativo, que aparecem no outono e às vezes na primavera. Assim que elas se abrem a duração é curta, de aproximadamente 12 horas. Para que ela floresça é necessário sempre adubar!

Hastes florais da Callisia fragrans.


Polinização

Geralmente pelo vento ou algum inseto. Não é necessária uma segunda planta para que haja a polinização.


Propagação

Sementes: após às flores secarem, havendo a polinização dará sementes dentro de uma pequena cápsula. Ainda não consegui sementes para testar a germinação.

Corte de novas mudas: após os "nós" dos caules, sempre se formam novas mudas. Para tirar é só cortar uns dois dedos antes do "nó" e plantar. As raízes iram nascer assim que colocá-la no substrato; às vezes as raízes aparecem antes.

Desenho (ou pseudo-desenho, rs), de como tirar muda de Callisia fragrans. Espero que ajude!



Poda

Só é necessário fazer em dois casos:

Para fazer novas mudas ou para evitar que o caule fique muito longo e os "bebês" mais espaçados. Nesse caso, assim que nascer uma nova primeira planta "bebê", corte antes do "nó"; assim as plantas crescerão mais próximas.


Toxidade

CUIDADO! Ela solta um leite que pode causar irritação na pele de humanos e animais.


Longevidade

Costuma durar muitos anos, mas pode acontecer de perderem as folhas inferiores e acabar ficando "feia"... Nesse caso é só pegar uma nova muda e substituir.

Callisia fragrans em vaso suspenso, embaixo de uma mexeriqueira.


Boa sorte e bom cultivo!



Quer aprender a cultivar outras espécies?




Tem alguma dúvida?
Deixe um comentário e em breve responderei!


Você também pode gostar

15 comentários

  1. Interessante suas explicações. Mas a minha está na água hã uns sete meses. E está dando vários brotos. Quem me deu falou pra deixar na água. Dentro de casa não deu brotos, mas coloquei no sou e está cheia de brotos. Parecem uns bracinhos.
    Vc acha que devo plantar??
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tânia. Tudo bem? Seja bem-vinda! Então, eu conheço somemte essa forma de cultivo. Mas por ser uma suculenta, creio que colocar para brotar na água, seja um meio mais rápido de criar raízes e brotos nela. Ao longo prazo, uma suculenta pode apodrecer pelo excesso de água, e pode também se queimar por deixar no sol junto com água, definitivamente cozinhar. Mas se quem te deu cultiva assim e dá certo, creio qu vale a pena tentar. Só fico na dúvida se irá florir. Ela gosta de semi-sombra para florir. Mas vou procurar pesquisar mais sobre ela. Se eu achar algo sobre cultivo dela em água, posso te enviar e também, quando pegar um broto farei um teste. Se quiser me enviar seu e-mail, te envio por lá se achar algo. Obrigada pela visita! 😊😘 Meu email: minijardimecia@gmail.com

      Excluir
  2. A minha floreceu hoje. Nem sabia que dava flores. E estava em um vidro sobre pedras e areia sem plantar. Adeliasilvaambrosio@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,Adélia! Seja bem-vinda! 😊 São lindas, né? Sentiu o perfume? É franquinhk, mas muito gostoso! Que bacana saber que cultiva ela assim, não sabia! Assim que passar a quarentena, vou pegar uma muda dela e tentar cultivar em casa. Vamos ver se consigo! Obrigada pelo carinho e por compartilhar sua conquista! 😊

      Excluir
  3. Há 1 ano procuro informação sobre esta perfumada flor e só agora consegui pesquisando vocês. Muito, muito obrigada! Agora sei é uma suculenta minha Callisia Fragrans.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Seja bem-vinda!! Fico muito feliz de saber que o blog te ajudou a identificar sua planta!! 😍 Eu que agradeço o carinho! Ela é uma suculenta muito linda!! Bom cultivo!! 🌱😊

      Excluir
  4. Ola a minha calisia é verde clara quase branca está em meia sombra porém ele não da flor .e da espécie? Tenho a muito tempo .plantada na terra com adubo e tu do mais.querua saber se essa espécie da flor ou não."infinity"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, seja bem-vinda, Hévila! Perdão, pela demora em responder. Teria como me enviar fotos dela e o local onde cultiva? Me diga também como tem cultivado, assim posso ajudá-la melhor. Pode me enviar por email minijardimecia@gmail.com ou Instagram @minijardimecia ☺️

      Excluir
  5. Ana claudia De brito silva17 de novembro de 2020 07:49

    A minha deu flor é agora está seca as flores e os galhos onde ficava as flores estão secas eu tenho podar esses galhos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Seja bem-vinda Ana Claudia! Perdão, pela demora. É sempre bom poder os galhos secos para incentivar a planta a brotar mais. Corte bem rente a base do galho. 😊

      Excluir
  6. Dani Maia, essa planta é da família da Trandescantia. Porque vc diz que ela solta uma seiva tóxica que irrita a pele? Experiência própria, ou ouviu de alguém.
    Tô pesquisando sobre plantas commelinaceas e elas não são tóxicas. Mas lendo aqui vc dizer que é toxica, já não sei no que acreditar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vânia. Tudo bem? Seja bem-vinda. Não sou especialista em plantas, mas antes de postar leio sites e fontes confiáveis. Conforme a postagem, coloquei que é tóxica, o que muitos confundem com venenosa. Ela pode causar dermatites em pessoas ou animais que tem sensibilidade há algum componente da planta. Assim como outras plantas que são medicinais, mas podem causar alergias. Ao ingerir, pode causar náuseas e vômitos, ao que já a torna tóxica. Pode fazer o teste se quiser (não faria no seu lugar). Durante o manuseio com a planta a seiva "leite" pingou no meu braço, e poucos minutos depois começou a ficar vermelho e coçar. Após lavar bem, melhorou. Ninguém me falou, até porque só vi essa planta na casa da minha mãe. Seguem as fontes das quais pesquisei na época. Em breve irei atualizar a postagem e colocar as fontes sobre isso. Li também que ela é usada para fins medicinais (porém não lembro se são fontes confiáveis). Mas assim como a Jatropha multifida, famosa Merthiolate, que já existem vários artigos sobre sua toxidade, mas também é usada como medicinal, a seiva da Callisia também pode causar alergias, mas não é venenosa. Quanto ao acreditar, isso é um direito de cada um. Uns acreditam que o homem pisou na lua e outros não. Seguem as fontes:

      Dermatite de contato em cão

      https://www.botanical-dermatology-database.info/BotDermFolder/COMM.html

      Hipersensibilidade por contato com as folhas

      https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/16412122/

      Dermatite de contato em cães

      http://www.vetbook.org/wiki/dog/index.php/Contact_dermatitis

      Se precisar é só chamar! Tudo de bom para você e volte sempre!

      Excluir
    2. Quanto a família Tradescantia, fui até o Google ver se como bronha, mas não achei em nenhum lugar que dissesse que ela não pertence a família Commelinaceae. Procurando em artigos americanos, encontrei um artigo que diz que ela já pertenceu a Tradescantia, mas não pertence mais. Se achar algum artigo confiável de troca de família, por favor me envie que corrijo. Obrigada!

      Excluir