A rara camari-nhêmba (Gaylussacia brasiliensis)

Em 2011, fui em uma cachoeira conhecida como Cascatinha, no sul de Minas Gerais e fiquei encantada com essa bela planta. Procurei sementes e não encontrei, mas fotografei e guardei junto às outras tantas fotos, para tentar identificar algum dia. No ano passado, conheci uma página incrível de frutas raras e, advinha quem estava lá?

A Camari-nhêmba (Gaylussacia brasiliensis)! Minha felicidade foi imensa ao descobrir seu nome e mais detalhes sobre ela.

A rara Camari-nhêmba (Gaylussacia brasiliensis) encontrada na Cascatinha (cachoeira) em Minas Gerais.


Segundo o site "Colecionando Frutas":


"A Camari-nhêmba é uma nativa brasileira rara de ser encontrada (Iupi! Tive sorte!), e também é conhecida como groselha-do-brejo, camarinha e lanterninha-da-praia. Se quiser conhecer mais é só entrar nesse link."


A postagem descreve sobre o cultivo, porém, recentemente, procurando por ela no Instagram, encontrei uma imagem de sementes sendo germinadas. Mandei uma mensagem para a pessoa que postou e ela me falou que não "vingaram" e que já tinha tentado outras vezes e que era muito difícil "vingar" fora do 'habitat' dela.

A rara Camari-nhêmba (Gaylussacia brasiliensis) encontrada na Cascatinha (cachoeira) em Minas Gerais.


Boa sorte e bom cultivo!



Quer aprender a cultivar outras espécies?




Tem alguma dúvida?
Deixe um comentário e em breve responderei!



Você também pode gostar

1 comentários

  1. O jeito é conduzir a germinação das sementes de diversas formas e com diversos substratos, por exemplo: conservar as sementes submersas em substrato e encerradas em ambiente controlado com humidade, ou conduzir as sementes submersas em substrato em ambiente aberto, outro ponto é a utilização de certos ingredientes no substrato tais como pó-de-rocha, areia-grossa, húmus em diversas proporções e por aí em diante.

    ResponderExcluir