A rara camari-nhêmba (Gaylussacia brasiliensis)

Em 2011, fui em uma cachoeira conhecida como Cascatinha, no sul de Minas Gerais e fiquei encantada com essa bela planta. Procurei sementes e não encontrei, mas fotografei e guardei junto às outras tantas fotos, para tentar identificar algum dia. No ano passado, conheci uma página incrível de frutas raras e, advinha quem estava lá?

A Camari-nhêmba (Gaylussacia brasiliensis)! Minha felicidade foi imensa ao descobrir seu nome e mais detalhes sobre ela.

A rara Camari-nhêmba (Gaylussacia brasiliensis) encontrada na Cascatinha (cachoeira) em Minas Gerais.


Segundo o site "Colecionando Frutas":


"A Camari-nhêmba é uma nativa brasileira rara de ser encontrada (Iupi! Tive sorte!), e também é conhecida como groselha-do-brejo, camarinha e lanterninha-da-praia. Se quiser conhecer mais é só entrar nesse link."


A postagem descreve sobre o cultivo, porém, recentemente, procurando por ela no Instagram, encontrei uma imagem de sementes sendo germinadas. Mandei uma mensagem para a pessoa que postou e ela me falou que não "vingaram" e que já tinha tentado outras vezes e que era muito difícil "vingar" fora do 'habitat' dela.

A rara Camari-nhêmba (Gaylussacia brasiliensis) encontrada na Cascatinha (cachoeira) em Minas Gerais.


Boa sorte e bom cultivo!



Quer aprender a cultivar outras espécies?




Tem alguma dúvida?
Deixe um comentário e em breve responderei!



Você também pode gostar

2 comentários

  1. O jeito é conduzir a germinação das sementes de diversas formas e com diversos substratos, por exemplo: conservar as sementes submersas em substrato e encerradas em ambiente controlado com humidade, ou conduzir as sementes submersas em substrato em ambiente aberto, outro ponto é a utilização de certos ingredientes no substrato tais como pó-de-rocha, areia-grossa, húmus em diversas proporções e por aí em diante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Roger! Sejam bem-vindo! Perdão, pela demora em responder normalmente não demoro. Poxa, nem pensei em fazer isso, tentei de uma única forma. Nunca mais voltei lá, mas se um dia voltar ao achar ela em outro lugar, vou tentar dessas formas e seguir as dicas que deu. Muito obrigada!Se der certo irei publicar aqui. 😊😊

      Excluir